Blog do Beto Kieling

Crônicas, dicas e etcétera e tal

Dos livros e da esperança

leituraEm tempos de voltas às aulas, é sempre bom lembrar que livros são os formadores por excelência. Nada os supera. Por isso mesmo, aqui vão notícias recentes que devolvem a certeza de que livros continuam importantes. Veja só.

Em Cáceres, no Mato Grosso, uma rede de concessionárias de veículos e máquinas pesadas (conhecida como Grupo Cometa) instituiu um projeto inovador. Os funcionários que lêem um livro por mês recebem, ao final do ano, o 14º salário. Os livros formam pequenas bibliotecas dentro das filiais da empresa, e tratam de diversos assuntos, mas se destacam as obras sobre administração, vendas, etc.

Um dos fundadores da empresa garante: a qualificação dos empregados aumentou, e as vendas ainda mais.

************

Em Passo Fundo, um papeleiro arrecadou milhares de livros (especialmente em seu carrinho de lixo) e montou uma biblioteca que está fazendo enorme sucesso. O catador de lixo letrado foi tema de reportagem da RBS recentemente.

Isso faz lembrar uma velha máxima: é no lixo que encontramos as pérolas.

 ************

No Piauí, uma experiência promovida pela Secretaria Estadual de Justiça e Cidadania está chamando a atenção. O programa de estudos prevê a frequência às aulas por detentos, que diminuem em três dias sua pena para cada 12 horas de estudos.

No final do ano passado, um preso obteve o 1º lugar no Enem e já solicitou ao juiz de execução penal autorização para frequentar o curso de Análise e desenvolvimento de Sistemas. Entre as mulheres que cumprem pena, o índice de adesão ao projeto chega a 49%. O governo daquele Estado já estuda a ampliação do projeto para outros estabelecimentos prisionais, pois chegou à conclusão de que os livros podem ressocializar os presos.  

************

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) realizou pesquisa em 15 países para descobrir os efeitos da educação sobre a qualidade de vida das pessoas.

A conclusão agora é definitiva. Pessoas que têm maior escolaridade são mais felizes, participam mais da vida política de seu país e têm expectativa de vida superior. O grau de satisfação pessoal com a própria vida é mais elevado. Em média, quem tem curso superior tende a viver 8 anos mais do que quem não tem esta formação escolar.

As pesquisas serão levadas ao conhecimento dos governos integrantes da Organização, solicitando maiores investimentos em educação. Tomara que os estudos não envelheçam nas gavetas da burocracia.

************

Falar de livros, para muita gente, é assunto tedioso. Mas nesses tempos de redes sociais e comunicação mundial, há quem insista no valor da leitura. Aquela leitura silenciosa, que promove o diálogo do nosso cérebro com os bons pensadores.

A celeridade da vida atual, que muitas vezes justifica a conversa de “não tenho tempo”, infelizmente tem reduzido essa preocupação básica. Por isso, em tempos de férias, é bom lembrar a famosa frase de Bill Gates, o cara que criou a Microsoft:

“Meus filhos terão computadores, sim, mas antes terão livros. Sem livros, sem leitura, os nossos filhos serão incapazes de escrever — inclusive a sua própria história.” 

Anúncios

21/02/2013 - Posted by | Crônica Semanal

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: